Dezembro Laranja: siga os sinais e fique longe do câncer de pele

Laranja é a cor do verão. É a cor do sol, do calor e da energia. No mês de dezembro, também é a cor da luta contra o câncer de pele.

compartilhe

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) (https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-pele-nao-melanoma), 30% dos tumores malignos registrados no Brasil correspondem ao câncer de pele. A doença costuma se manifestar em pessoas com mais de 40 anos, mas a exposição de jovens aos raios solares está aumentando, e, consequentemente, a média de idade dos pacientes está diminuindo.

O câncer de pele é silencioso, por isso é preciso saber identificar os seus sinais. Veja quais são eles e saiba como detectar o mais rápido possível essa doença.

Quais são os sinais?

Mudanças na cor e textura da pele, feridas que duram semanas, manchas que sangram e outros sinais desse tipo não podem ser ignorados.

O câncer de pele não faz barulho, nem causa dor, mas pode ser fatal. Ele é provocado, principalmente, pela exposição excessiva e sem proteção ao sol.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (https://www.sbd.org.br/) orienta que as pessoas se examinem e procurem um médico especializado sempre que suspeitarem de algum sintoma, pois o quanto antes for diagnosticada, mais fácil será o seu tratamento.

Como é feito o diagnóstico?

O câncer de pele está dividido em dois tipos: o não melanoma, tumor com mais chances de tratamento e cura, que pode ser um carcinoma basocelular ou espinocelular; e o melanoma, tipo mais grave do câncer, que pode evoluir em metástase e só tem chances de cura se for identificado e diagnosticado precocemente.

O diagnóstico da doença, feito por um dermatologista, é possível através de exame clínico e, em alguns casos, por meio de exame com um aparelho que visualiza camadas da pele não vistas a olho nu. O procedimento mais invasivo, que é necessário em casos mais graves ou avançados, é a biópsia, cirurgia que colhe amostras do tumor para identificar se é maligno ou benigno.

Em todos os casos, é fundamental que você conheça seu corpo e fique atento a qualquer tipo de alteração na pele.

Faça o Dezembro Laranja durar o ano todo

Agora que já sabemos como o câncer de pele se manifesta e como é feito o diagnóstico preciso da doença, vamos aos cuidados mais importantes que devem fazer parte da sua vida: os hábitos de prevenção.

Você já deve ter ouvido as recomendações para se prevenir contra o câncer de pele muitas vezes, mas é preciso reforçar, pois a negligência desses atos simples é o que provoca a maior parte dos tumores de pele.

Veja como se prevenir:
- evite exposição excessiva ao sol entre 10h e 16h;
- aplique filtro solar sempre que estiver exposto ao sol, de preferência com fator de proteção 30. Além disso, lembre-se que ele deve ser reaplicado a cada duas ou três horas e também após a imersão na água;
- proteja-se do sol com bonés, chapéus, óculos escuros com proteção UV, guarda-sol e barracas;
- use filtro solar próprio para os lábios.

Lembre-se que, assim como em qualquer doença, o tempo faz toda diferença. Por isso, se notar alguma alteração na sua pele, procure um dermatologista para dar as orientações específicas para o tratamento.

E, claro, proteja-se! Vamos manter a cor laranja longe da ligação com o câncer. Que ela seja apenas sinônimo de calor, verão e boas energias.

Diretor Técnico Dr. Rafael Vasconcellos (CRM 7156 | RQE 3967)